Como refletir um pouquinho pode fazer seu 2019 muito mais feliz

Como refletir um pouquinho pode fazer seu 2019 muito mais feliz

Neste comecinho de ano, quero lhe fazer umas perguntinhas: você conseguiu realizar todos os sonhos que sonhou para 2018? Algo ficou pelo caminho? Se sim, o que será que faltou para que conseguisse?

Neste post, quero lhe mostrar que é possível, sim, transformar grandes sonhos em realidade. Existem caminhos para isso e existem armadilhas a evitar. Bora fazer de 2019 o seu ano maravilhoso?

Vencendo a ansiedade

Nossa vida é vivida em ciclos. Essa compreensão parece boba, simplória, mas isso somente se não olhamos a fundo pra ela. Se olhamos, percebemos que esses ciclos podem ser a nossa bênção – ou a nossa tragédia – e precisamos escolher.

É uma bênção quando percebemos que uma porta realmente se abre. Temos a chance de perseguirmos o que queremos, ficarmos mais com quem amamos e até de transformarmos a nós mesmos, por meio de estudo ou experiências, chegando mais perto da pessoa que sonhamos ser.

E a tragédia? Não quero falar dos acidentes da vida, que às vezes nos atropelam sem explicação e levam nossos alicerces, nossos amores ou nossas asas. O imponderável está sempre conosco, é como uma sombra, e não há outro meio de viver senão aceitando sua presença. Esta não é a grande tragédia.

A real tragédia é termos todo um tempo para viver, todo um caminhão de sonhos para realizar, e não conseguirmos encaixá-los no tempo certo para que brotem, floresçam e frutifiquem.

Assim, percebemos que nossa tragédia essencial tem a ver com o tempo. Por isso, o principal inimigo a vencer para alcançar nossos sonhos se chama ansiedade. É ela que nos faz “errar na conta”, e é por causa dela que criamos planos que, sim, seriam realizáveis se estivessem no tempo certo. Porém, exigimos que eles aconteçam em curto ou médio prazo, gerando frustração e tombando nossos sonhos num efeito dominó. Sendo que, às vezes, as peças trazem estampadas nelas os números dos anos: 2017, 2018, 2019…

Como transformar planos em realidade

A primeira coisa que aconselho, é: não abra mão dos seus sonhos. Não importa o tamanho deles. Se você quer fazer uma grande viagem, conquistar o emprego dos sonhos, escrever um romance ou mesmo comprar aquela casa de campo, tudo pode, sim, ser realizado. “Pegue seu sonho, rapaz”, como dizia a canção do Cidade Negra, e bora desenhar um plano realizável.

No meu dia a dia, no atendimento psicológico, percebo que grande parte das frustrações das pessoas acontece com objetivos possíveis, com sonhos que, sim, elas conseguiriam realizar se procedessem de outra forma.

A psicologia, nesses casos ajuda para que a pessoa perceba que se ela optar por querer “agora” algo que não está ao seu alcance, essa não será uma boa escolha. E, com a reflexão, a pessoa vai percebendo que seu sonho é composto por partes, estas sim, realizáveis no curto e médio prazo.

Uma viagem, por exemplo, não se resume a um valor dividido em transporte, estadia e gastos diários. Na verdade, sequer esses pontos podem ser definidos se você não souber que tipo de viagem você quer fazer. E isso só começa a acontecer a partir do momento em que você pesquisa os lugares, descobre os possíveis destinos e articula se vai sozinho ou acompanhado, por exemplo.

Você quer ter dinheiro para conhecer os melhores restaurantes do lugar ou quer conhecer de perto como as pessoas vivem? Vai aproveitar para melhorar no idioma ou quer pagar de turista sem quaisquer preocupações? Todas essas definições vão definir como será sua viagem, mas não é só isso. Na verdade, quando você começar a traçar tudo isso, a viagem já começou!

E ela continua quando você guarda a primeira parte do seu salário, quando descobre que em parte do trajeto você vai preferir um hostel ou quando, lá pelo terceiro mês de economia, decide que não é em Zurique, Berna ou Genebra que vai gastar seu tempo, mas na pequena Zermatt, cidade suíça onde até carros são proibidos.

Disse isso para você entender que um sonho só se realiza se você descobrir os pequenos sonhos que ele guarda escondidos. São essas pequenas vitórias que vão levar você, passo a passo, até seu objetivo que, nas belas jornadas, é sempre um passo para um novo momento, para um outro sonho ainda maior ou diferente, ou muito mais pessoal.

Como encontrar suas metas

A mensagem que quero deixar é: tenha seus objetivos, tenha suas metas, sonhe cada uma delas e, principalmente, garanta que elas sejam atingíveis. Para isso, defina suas grandes metas, as intermediárias e as pequenas metas só assim você “dribla” a tal da ansiedade.

Não sabe como? Deixo aqui quatro passos importantes para te ajudar a encontrar o caminho das pedras para a realização dos seus sonhos:

1. Defina seus objetivos

Reflita sobre sua principal aspiração na vida e sobre os sonhos você quer alcançar neste ano. Pondere o quão importante é a realização deles para você e priorize aqueles que acredita serem realizáveis em 2019. Se estiver difícil de escolher, use como parâmetro o quanto cada sonho se encaixa no seu propósito de vida. Escolhidos os sonhos, descubra que etapas são necessárias para realizá-los. Prefira dividir os planos em etapas que sejam prazerosas, que representem recompensas pelo esforço. Se não forem prazerosas, invente recompensas extras.

2. Prepare-se para os desafios

Adiante-se e descubra tudo o que pode atrapalhar a realização do seu sonho. O que o impediu até hoje e o que te ajuda a executar o seu melhor? Qual é o próximo passo para você ir em frente? O que vai mantê-lo concentrado em seus objetivos? Qual seria o pior cenário, aquele que poderia impedi-lo de realizar seu sonho? Pense nisso e não aceite que nada menor do que isso possa tirá-lo da meta. Por fim, mesmo tendo pensado em quase tudo, esteja pronto para surpreender-se e improvisar. Como você já previu os principais problemas, terá muito mais chance de vencer o que vier.

3. Garanta a execução

Crie para você um cronograma. Comece elencando os esforços você fez até hoje para realizar esses sonhos. Isso o ajudará a ver que não está começando do zero. Programe datas para cada entrega. Elas podem ter alguma flexibilidade, mas não muita. Um objetivo mensal por exemplo, não pode demorar um semestre. Invente uma forma de pontuar o cumprimento do seu plano e avalie todo mês. De zero a dez, como está a sua conquista? Suas metas estão no verde ou entraram no amarelo e já beiram o vermelho? Prefere emoticons? Perfeito! Solte a criatividade e use o bom humor, só não deixe de medir periodicamente as suas realizações.

4. Comemore cada conquista

Certo, você quer dar entrada naquela casa dos sonhos. Mas, que tal se, a cada três meses, você comemorar o dinheiro que juntou por meio de um jantar a dois ou um bate-volta na praia? Você verá que esse é um investimento importantíssimo e que, ao invés de atrasar a sua grande conquista, vai garantir que ela aconteça.

Deixe uma resposta